[ breviário de decomposição ]

quarta-feira, 12 de novembro de 2008


Ara Starck. L'équilibriste, 116,5x78,5 cm, technique mixte, 2008 ©Artegalore.

Quem espera sempre, espera sempre em vão,
Porque quem espera sempre espera o bem.
E o bem vive em nosso coração:
Ou já o temos, ou elle nunca vem.

Quem ama, ou ama-se, e terá o que tem,
ou ama outro, e ama a illusão
Que, quando a toque, será voragem (?) alguem,
E nunca o bem que é venda e confusão.

Onde puz a ventura, não a vi,
onde puz o desejo, floriu pranto
e só quem fui ou que fugi ser colhi.
Hoje não espero nem o muito encanto
De haver esperado, quero o fim (?)

ideas for poems, fernando pessoa (1888 - 1935)

Marcadores:

2 Comments:

  • Quem espera sempre alcança para os otimistas, e quem espera sempre cansa pros pessimistas.

    Eu tenho pensamentos pessimistas e otimistas, às vezes não sei a quais me apegar pra enxergar as coisas de forma realista, sabe?

    Que bom que você voltou a postar. =D
    Eu só vejo a lago quando vou pra casa da minha tia.

    beijos!
    Espero que poste mais vezes. ;)

    By Blogger Di, at quarta-feira, 12 de novembro de 2008 15:39:00 BRST  

  • que maravilhoso saber que tu ta aquiii

    bem vindo sempre

    beijooo

    By Blogger *, at quinta-feira, 13 de novembro de 2008 00:35:00 BRST  

Postar um comentário

<< Home